Bibliotecas | Caminhando pelas estantes

Outro dia descobri um espacinho em uma das bibliotecas da universidade que pode ser considerado um pequeno tesouro. Quero dizer, não é nada de outro mundo, mas para aqueles que vivem na universidade mergulhados em leituras acadêmicas, que passam o dia no campus e às vezes, entre uma atividade e outra, dispõem de meia horinha, é um pedaço de sossego misturado à alegria. Trata-se de uma parte da Biblioteca Central chamada Espaço de Leitura, um cantinho que abriga a chamada coleção literária.

É verdade que as outras bibliotecas do sistema têm obras literárias e dá para sair catando aqui e ali algumas coisas – mas imaginem o que é entrar em uma livraria com livros especialmente selecionados, organizados nas estantes por algo mais do que os amplos critérios de literatura brasileira e estrangeira e o nome do autor… E ainda por cima em um lugar repleto de cadeiras, mesas, poltronas e uns sofás convidativos – e sem precisar perguntar o preço.

Fiquei me lembrando de quando frequentava a biblioteca pública daqui, que é bem grande, em prédio do Oscar Niemeyer e tudo mais. Mas eu não ligava pra isso, ou para a famosa hemeroteca. Nem mesmo para a coleção de obras raras. Eu gostava era do acervo geral. Encontrava a partezinha que reunia o assunto que me interessava no momento e ficava ali procurando não sei o que. Procurava o próprio despertar do meu interesse.

Andar pelas estantes espiando os títulos, abrindo os livros, folheando e lendo uma página qualquer, a orelha, o sumário – isso é passear. Visitar a biblioteca me parece um programa que por si só vale a pena sair de casa, desviar do caminho, gastar uma horinha. É uma viagem que rende souvenirs.

Os meus:

Anedotas do destino (Karen Blixen), O caderno rosa de Lori Lamby (Hilda Hilst)

0 thoughts on “Bibliotecas | Caminhando pelas estantes

  1. Olá! Acho que esta é a primeira vez que venho no seu blog, e me identifiquei muito. Eu te entendo, nas bibliotecas da escola e da faculdade eu também tinha meu cantinho para ler… E é mesmo muito bom poder ler sossegada, sem precisar me importar com o preço ou coisas do tipo. Eu várias vezes matei aulas sem querer porque acabei perdendo o horário enquanto lia 🙂
    Um beijinho!
    http://www.literasutra.com

    1. Oi, Monalisa! Que bom que você veio comentar, é muito bom quando alguém se dispõe a tirar um tempinho pra dar um feedback. =) Sim, isso mesmo! Na biblioteca não nos sentimos clientes, né, não tem ninguém esperando lucrar com a gente. A biblioteca é um espaço delicioso, só acho que faltam assentos mais confortáveis pra gente passar mais tempo por lá. Hehhehe!
      Besos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *