Séries: Episódio 1

Estava conversando com a Duda, do Maquiada na Livraria, trocando umas dicas de séries inglesas que a gente curte bastante, e decidi começar por aqui uma série de posts sem data para terminar e nem roteiro pré-definido. Queria falar de séries e mini-séries, saindo um pouco do esquema hollywoodiano. Ando curtindo especialmente as séries do Reino Unido. A verdade é que os ingleses conseguiram com muito sucesso espalhar seus tentáculos pelo mundo todo através de um imperialismo cultural. Admito que funciona perfeitamente comigo: adoro os clássicos ingleses, as paisagens, as roupas, as falas, os chás… E acho também que especialmente a BBC tem produções muito boas, notadamente sempre sobre eles mesmos (claro), mas boas. 

Neste primeiro post falarei sobre séries que assisti recentemente e que acredito valerem uma indicação.


Bletchley Circle
(2012 – 2014) / 2 temporadas

Bletchley Circle, BBC

Passado alguns anos após o fim da Segunda Guerra Mundial, esta série infelizmente tão curta acompanha um grupo de mulheres que atuou decifrando códigos durante a guerra. São mulheres altamente qualificadas, mas proibidas de falar sobre seu trabalho para o governo. Elas voltam a se encontrar quando começam a tentar desvendar um caso de serial killer, tentando encontrar padrões nos casos para conseguir capturar o assassino. É uma série muito interessante, que fala sobre a condição da mulher naquele momento, além de ser uma série de investigação – que eu curto.

 


Call the midwife
(2012 – ?) / 5 temporadas

Call the Midwife, BBC

Sobre esta série eu já falei aqui. Ela foi baseada na série de livros das memórias de uma enfermeira parteira em uma parte pobre de Londres nos anos 1950/60. Até li o livro na época que comecei a assistir. É uma série dramática, mas também engraçada, que conta a história de um grupo de parteiras que atua junto a um convento – e as freiras também são parteiras. Uma série também principalmente sobre mulheres, políticas públicas e tratamento médico humanizado. Ainda não terminei de assistir, vou e volto sempre, mesmo porque aparecem muitas coisas no meio do caminho e esta é uma série longa, com muitos episódios por temporada. Está na Netflix!


Luther
(2010-2015) / 4 temporadas

Luther, BBC

Para não acharem que sou só derretimentos, indico Luther, uma série de detetive que é tensa e onde as tragédias acontecem: a polícia chega tarde, não consegue salvar a vítima, e o assassino pode até ser preso, mas o mal está feito e não vai ter final feliz. Passada na Londres atual (2010 é recente, tá, apesar do celular com teclas e tudo que eles usam), seguimos um detetive de métodos violentos e com a vida pessoal meio quebrada. É interessante, aliás, falar em “vida pessoal” neste caso. Uma das coisas que mais gostei da série foi o fato de não existir uma separação tão marcada entre profissão e o resto: acho que somos assim mesmo, apesar dos discursos motivacionais que pregam o contrário. O detetive John Luther se envolve profundamente em cada caso, e os casos não têm um ponto final definitivo, mas se arrastam.

Todas as temporadas estão no Netflix e a série pode ser vista mais rapidamente do que se pensa. Apesar de serem 4 temporadas, cada uma delas é bem curta e no total são apenas 17 episódios.

2 thoughts on “Séries: Episódio 1

  1. Um tempo atrás, li seu post sobre Call the Midwife e anotei a dica. Acabei assistindo a primeira temporada da série por acaso, no Arte 1, creio. Achei ótima. Quero ver as outras temporadas. Essas outas duas indicações também parecem muito boas. Vou colocar aqui na listinha.
    Ah… não sei se você já viu Broadchurch, também da BBC inglesa. Mais uma que comecei a assistir sem querer e achei tão maravilhosa que devorei a primeira temporada em 2 dias. 😉

    1. Oi, Michelle! Ah, que bom que você gostou da série. Eu acho ela até despretensiosa, leve, mas muito fofa e com assuntos importantes em discussão. Adoro demais, o livro também é muito legal.
      Nunca ouvi falar dessa série, mas já super vou procurar. Me relaciono com isso de devorar temporadas em pouco tempo, o sofá em frente a tv deve ficar até com o formato do meu corpo… Hahahah!
      Besos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *